IMERSÃO EM ÁGUA GELADA E OUTRAS FORMAS DE RECUPERAÇÃO NO ESPORTE

O uso de técnicas para recuperação após treinos e competições é um assunto muito controverso na medicina do esporte. Apesar de não haver forte evidência científica justificando seu emprego, massagens, recuperação ativa, imersões e outras técnicas são muito difundidas, pois atletas e treinadores relatam experiências positivas com seu uso. Dentre as modalidades mais aceitas pelo meio esportivo podemos destacar a imersão em água gelada. Em alguns esportes, como Rugby, este tipo de imersão faz parte da rotina dos atletas em competição, especialmente quando o intervalo até o próximo embate é curto. 

Em artigo publicado no European Journal of Applied Physiology, foram estudados os efeitos de algumas técnicas de recuperação em atletas de elite do futebol, rugby e vôlei após 20 min de exercício intermitente exaustivo. No estudo, foram avaliadas a imersão em água fria (10 graus), termoneutra (36 graus) e contraste (10-42 grau), além da recuperação passiva. Os resultados sugerem que o contraste e, especialmente, a imersão em água fria podem trazer alguns benefícios agudos na recuperação dos atletas.

A imersão em água a 10 graus, após sessão de exercício intermitente exaustivo, demonstrou melhora da força de contração muscular após uma hora e após 24 horas. Além disso, os atletas que realizaram a imersão em água fria obtiveram melhor desempenho na impulsão vertical, aferida uma hora após a sessão de exercício exaustivo. Em relação aos marcadores de lesão muscular, a CPK estava aumentada após 24 horas da sessão de exercício em todos os grupos, exceto no grupo que realizou imersão em água fria, sugerindo uma proteção à lesão muscular com esta modalidade.

Os resultados do presente estudo sugerem que o emprego de técnicas de imersão em água fria podem ser benéficas para a recuperação em esportes coletivos. Este estudo mostra também o quanto é importante buscarmos evidências científicas para técnicas controversas e empiricamente consagradas na medicina do esporte.

Pontos de destaque:

1- Várias técnicas de recuperação são utilizadas nos esportes.

2- Existem poucos estudos sobre a efetividade destas técnicas.

3- Estudos recentes sugerem que a imersão em água fria pode trazer benefícios agudos na recuperação de atletas.

 

Gustavo Campelo Bornholdt

➡️ Médico do Esporte pela USP e pela Soc. Bras. de Medicina do Exercício e do Esporte.

➡️ Mestre pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia da USP.

➡️Preceptor responsável pela Residência de Medicina Esportiva da USP (2010/2011).

➡️ Médico da Seleção Brasileira de Basquete

➡️ Coordenador Médico da Confederação Brasileira de Rugby (2010 a 2012).

➡️ Oficial de controle de Dopagem pela USADA (Agência Americana Anti-dooping).

➡️ Medico responsável pelas avaliações de composição corporal padrão ouro: DEXA

Klinik

Rua 2950, n° 117, sala 01 - Centro - Balneário Camboriú/SC - Fones: (47) 3363.5449 | 3360.3995

Please reload