DEZ ORIENTAÇÕES QUE TODO ESPORTISTA DEVERIA SEGUIR

Existem inúmeras informações e detalhes importantes que o atleta deve conhecer para otimizar sua performance e ficar longe das lesões. Abaixo 10 orientações que todo esportista deveria seguir para aproveitar o máximo sem prejudicar sua saúde:

 

1- Não busque a máxima performance sempre

Nenhum ser humano é capaz de manter sua melhor performance esportiva durante o ano todo. Procure um treinador capacitado para ajudar na periodização de seu treino, de forma que você tenha cerca de um ou dois períodos de pico de performance durante o ano, priorizando as competições mais importantes.

 

2– Nem todo treino deve ser “forte”

Mesmo nos períodos do calendário em que o objetivo seja realizar altas cargas de treino, é recomendado alternar dias de treinos pesados com alguns dias de treinos mais leves. O preparador físico pode auxiliar nisso também.

 

3– Descanso é essencial

Seu corpo necessita de descanso entre as sessões de treino. O tempo de descanso pode variar de acordo com o tipo de treinamento realizado e de pessoa para pessoa. Quem não respeita essa necessidade corre o risco de entrar em overtraining, ter queda de performance, desenvolver lesões, além do maior risco de doenças, como infecções.

 

 4– Durma bem

O sono repara o organismo ajudando na recuperação para novas sessões de treinamento. Além disso, existem alguns hormônios que têm a secreção regulada de acordo com o sono. Esses hormônios podem auxiliar na otimização da performance esportiva e da composição corporal.

 

5- Alimentação saudável é fundamental

Atletas podem necessitar de aporte calórico e composição de nutrientes individualizadas para um bom desempenho esportivo. O momento de consumo de alimentos em relação aos treinos, embora discutível, também pode apresentar um papel importante na dieta. O nutricionista do esporte pode auxiliar a sua dieta.

 

6- Suplementos

Não são todos os atletas que necessitam suplementação alimentar. Uma dieta adequada deve suprir a maioria de suas necessidades. Em alguns casos, entretanto, dependendo do esporte e do nível de competição, a suplementação alimentar pode trazer benefícios à performance e à saúde. O médico do esporte ou nutricionista do esporte pode identificar a necessidade de suplementação.

 

7- Obtenha energia em treinos longos

Em treinos ou provas acima de 60 minutos, o consumo de carboidratos pode auxiliar a manutenção da performance*. Algumas bebidas esportivas oferecem carboidratos numa concentração adequada enquanto mantém a hidratação. Uma pequena concentração de proteínas pode ser encontrada em algumas dessas bebidas, com o objetivo de auxiliar na recuperação do atleta. Existem protocolos a respeito da quantidade de líquidos a serem ingeridos, porém a sede é um parâmetro eficiente e seguro para a ingestão de líquidos.

 

*Para atletas habituados em dietas pobres em carboidratos essa orientação pode não ser válida.

 

8- Seja amigo do gelo

Entorses, lesões musculares, contusões. Atletas estão constantemente expostos a lesões. Use o gelo local para evitar excesso de sangramento e inflamação quando as lesões ocorrem. As compressas com gelo nos primeiros dois a três dias da lesão são extremamente importantes e podem ser realizadas associadas à compressão local (faixas elásticas) e elevação do segmento acometido (ajuda a evitar o inchaço). Essas compressas podem ser feitas frequentemente, por exemplo, de 15 a 20 minutos a cada uma ou duas horas nas primeiras 48 a 72 horas da lesão.

 

9- Escute seu corpo

A dor é um mecanismo evolutivo de proteção das espécies. Se algo está doendo provavelmente alguma parte do seu corpo está sendo lesionada. Não treine com dor, procure seu médico do esporte para tratar esta lesão precocemente antes que ela complique.

 

10- Prevenir é melhor

Independente do esporte que você pratique, existem exercícios e estratégias para prevenção das lesões mais comuns. Procure incluir exercícios preventivos no seu treino, isso pode evitar longos períodos de afastamento do esporte para o tratamento de lesões.

 

Gustavo Campelo Bornholdt

➡️ Médico do Esporte pela USP e pela Soc. Bras. de Medicina do Exercício e do Esporte.

➡️ Mestre pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia da USP.

➡️Preceptor responsável pela Residência de Medicina Esportiva da USP (2010/2011).

➡️ Médico da Seleção Brasileira de Basquete

➡️ Coordenador Médico da Confederação Brasileira de Rugby (2010 a 2012).

➡️ Oficial de controle de Dopagem pela USADA (Agência Americana Anti-dooping).

➡️ Medico responsável pelas avaliações de composição corporal padrão ouro: DEXA

Please reload